17/11/2016 | quinta-feira
Home | Educação | Quando começar a pensar em escolha profissional?

Quando começar a pensar em escolha profissional?

Dados de um estudo do Instituto Lobo para o Desenvolvimento da Educação, Ciência e da Tecnologia revelaram que, no período de 2001 a 2005, o país teve 48% de evasão dos universitários. Muitas desistências ocorrem porque o estudante descobre que a profissão escolhida não era exatamente aquela que ele gostaria de seguir. Um Programa de Orientação Profissional Positivo (POPP), desenvolvido pelo Colégio Positivo, de Curitiba, auxilia aos jovens na escolha profissional e desperta o interesse dos alunos sobre as carreiras. O trabalho é desenvolvido com estudantes desde a 8ª série à 2ª série do Ensino Médio.

Quando começar a pensar em escolha profissional?

Com o início das inscrições para os vestibulares, começa uma verdadeira maratona para os alunos que pretendem prestar os exames de admissão em universidades. Mesmo que as provas só aconteçam no fim do ano e que ainda faltem muitas teorias e equações a serem aprendidas, chega a hora de escolher a profissão. Muitas vezes, aquela dúvida cruel entre moda e veterinária acompanha o estudante até mesmo depois de preencher o formulário.

Claro que há aqueles alunos convictos do que desejam, mas a verdade é que muitos universitários se arrependem do curso que escolhem. O Brasil tem uma das mais altas taxas de evasão do ensino superior do mundo. De acordo com estudo do Instituto Lobo para o Desenvolvimento da Educação, Ciência e da Tecnologia, no período de 2001 a 2005, o país teve 48% de evasão dos universitários. Isso pode se tornar algo oneroso, tanto do ponto de vista financeiro, quanto do psicológico.

Diante de dados como esse, o Colégio Positivo desenvolveu o Programa de Orientação Profissional Positivo (POPP), com atividades que buscam auxiliar o jovem na delicada tarefa de escolher uma profissão, além de prepará-lo para sua inserção no mercado de trabalho. O programa, que envolve alunos da 8ª série à 2ª série do Ensino Médio, contribui para a formação de uma identidade profissional evitando que os alunos deixem a decisão para a última hora. Além da orientação vocacional, o POPP trabalha a escolha profissional, despertando o interesse do jovem sobre as carreiras.

Este ano, o programa ganhou uma parceria de peso, com o psicoterapeuta Leo Fraiman, autor de diversos livros sobre orientação para a escolha profissional, empregabilidade e empreendedorismo.

A parceria permite aos alunos o acesso ao portal OPEE (www.opee.com.br), gerenciado por Fraiman e sua equipe. No espaço, há diversas informações sobre carreiras e profissões, orientação vocacional e testes de autoconhecimento. O trabalho com o site é constante e integra o dia a dia escolar, sob coordenação dos orientadores educacionais do Colégio Positivo.

Para a orientadora educacional da instituição, Débora Creti, quanto mais próximo o aluno estiver de uma escolha assertiva, mais se aproxima da realização profissional. “Às vezes, o estudante acaba por seguir a carreira dos pais ou familiares por influência e não por vontade própria. Isso o distancia da realização no mercado de trabalho”, comenta.

O POPP também prevê uma palestra de orientação vocacional para os pais dos alunos, buscando auxiliá-los a lidar com as escolhas profissionais dos filhos. Este ano, a palestra acontecerá no dia 20 de agosto. “A escolha deve ser do estudante, e a família, neste caso, deve ajudar na orientação sem influenciar. Nós buscamos sensibilizar os pais para que haja diálogo no momento dessa decisão”, diz a orientadora.

Oportunidade para conhecer profissões

No dia 21 de agosto, o Colégio Positivo realizará o Ciclo de Profissões, no qual profissionais e estudantes universitários ministrarão palestras sobre diversas carreiras. Paralela ao Ciclo, será realizada uma Feira de Profissões, em parceria com instituições de ensino superior de Curitiba.

Check Also

prova brasil

Simulados Prova Brasil 2011

O Ministério da Educação divulgou hoje os simulados da Prova Brasil 2011 que deverá ser …